Home > Algumas coisas que poderá querer saber sobre cesarianas

Algumas coisas que poderá quer saber sobre cesarianas

cesarea

Existem vários tipos de partos. Eis algumas das coisas que poderá querer saber sobre o parto por cesariana.

Além de poder necessitar de um tempo de recuperação e cicatrização mais longo, o parto por cesariana poderá significar uma probabilidade mais elevada de alergias para o seu bebé.

Se, devido a razões médicas, não puder ter um parto normal, é provável que o seu profissional de saúde recomende um parto por cesariana.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, são realizadas cesarianas por necessidade médica em 10 a 15% das gestações no mundo. No entanto, nas últimas décadas cada vez mais pessoas optaram por fazer cesarianas, mesmo quando não precisam. Por exemplo, em 2013, cerca de 1 em cada 3 bebés nasceram de partos por cesariana nos EUA. Noutros lugares do mundo, as taxas de cesariana também estão a subir devido a uma série de razões, que variam desde motivos culturais e cosméticos a cuidados de saúde. Também em Portugal, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), esta taxa tem vindo a aumentar, sendo que em 2016, 33,1% do total de partos, foram cesarianas.


Cesariana e alergias

Não é muito conhecido que um bebé nascido através de cesariana não fica exposto às bactérias benéficas presentes durante um parto normal. Num parto normal, o bebé é exposto a uma série de bactérias enquanto atravessa o canal de parto, que contribuem para o seu desenvolvimento saudável. Estas bactérias são essenciais e podem ajudar no desenvolvimento do intestino saudável do seu bebé. Até 80% das células do sistema imunitário estão localizadas no sistema digestivo, pelo que não é surpreendente que as bactérias saudáveis aí encontradas tenham sido associadas à redução do risco alérgico.


Referências

https://academic.oup.com/nutritionreviews/article/75/4/225/3098294
https://www.nutriciaresearch.com/allergy/allergy-the-immune-gut-interplay/
PORDATA. Base de Dados de Portugal Contemporâneo, 2016.

Artigos relacionados:
NOTA IMPORTANTE: O leite materno é a nutrição ideal para o bebé, com todos os benefícios para o bebé e para a Mãe. É importante que, na gravidez e durante o aleitamento materno, a alimentação da Mãe se baseie numa dieta sã e equilibrada. A combinação do leite materno com a alimentação por biberão, durante as primeiras semanas de vida, pode reduzir a produção do leite materno e é difícil voltar atrás na decisão de não amamentar. As implicações financeiras e sociais de utilizar um leite infantil devem ser sempre consideradas. No caso da impossibilidade do aleitamento materno devem ser seguidas as recomendações do profissional de saúde sobre o leite a utilizar e devem ser seguidas as instruções de utilização dadas pelo fabricante, pois a sua utilização incorreta pode colocar em risco a saúde do bebé.