Home > Fumo passivo e alergias nos bebés

Fumo passivo e alergias nos bebés

Muitas pessoas estão cientes dos riscos de fumar durante a gravidez, no entanto, o fumo passivo após o nascimento do bebé também representa um risco para a saúde do seu bebé. Quando fuma, o fumo não é apenas inalado por si — também é libertado para o ar. E se o seu bebé respirar esse fumo (o que é conhecido como tabagismo passivo), isso também pode afetá-lo negativamente.


bebés con alergias Os riscos de perturbações alérgicas

O fumo passivo é prejudicial para todos, mas especialmente para bebés e crianças pequenas, porque pulmões seu sistema respiratório e sistema imunitário ainda estão em desenvolvimento1. Um dos principais riscos que o fumo passivo acarreta é um potencial aumento do risco de perturbações alérgicas.

Especificamente, um estudo constatou que o fumo passivo teve um efeito a longo prazo em crianças, mesmo que as suas mães não tivessem fumado quando estavam grávidas.


Essas crianças, que foram expostas ao fumo passivo nos estágios iniciais das suas vidas, tiveram um risco aumentado de alergias alimentares entre as idades de 4 e 16 anos2.

Há também algumas evidências de que o fumo passivo aumenta o risco de desenvolver asma e pieira3, sensibilização alérgica4 e eczema5. Também foi demonstrado que agrava a situação de crianças que já têm asma3.

É importante ter cuidado extra perto do seu bebé se existe histórico familiar de alergias. As crianças que já estão em risco de desenvolver alergias têm maior probabilidade de o fazer se estiverem rodeados por fumo passivo, quando comparadas com os seus pares que não têm antecedentes familiares de alergias6.

Minimizar a exposição do bebé ao fumo

A melhor maneira de proteger a saúde a longo prazo do seu bebé é evitar a sua exposição ao fumo de tabaco. Se tiver convidados que fumam, peça-lhes para fumarem longe do seu bebé.

Por outro lado, se fuma, o ideal é tentar desistir completamente. Isto pode ser mais fácil dizer do que fazer, por isso é uma boa ideia consultar um profissional de saúde que possa ajudar. Entretanto, mantenha o ambiente em torno do seu bebé livre de fumo não fumando em casa, no carro ou em qualquer lugar perto do seu bebé.


Referências

1https://www.nhs.uk/Livewell/smoking/Pages/passive-smoking.aspx
2https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5063181/
3http://thorax.bmj.com/content/53/3/204
4http://thorax.bmj.com/content/63/2/172
5https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1365-2133.2004.05710.x
6https://bmcpediatr.biomedcentral.com/articles/10.1186/1471-2431-10-61

Artigos relacionados:
NOTA IMPORTANTE: O leite materno é a nutrição ideal para o bebé, com todos os benefícios para o bebé e para a Mãe. É importante que, na gravidez e durante o aleitamento materno, a alimentação da Mãe se baseie numa dieta sã e equilibrada. A combinação do leite materno com a alimentação por biberão, durante as primeiras semanas de vida, pode reduzir a produção do leite materno e é difícil voltar atrás na decisão de não amamentar. As implicações financeiras e sociais de utilizar um leite infantil devem ser sempre consideradas. No caso da impossibilidade do aleitamento materno devem ser seguidas as recomendações do profissional de saúde sobre o leite a utilizar e devem ser seguidas as instruções de utilização dadas pelo fabricante, pois a sua utilização incorreta pode colocar em risco a saúde do bebé.